#KTV - Temp. 2 - Ep. 05 FRIGIDEZ

Aqui psicanalista Kátia Aragão aborda um tema de grande interesse de mulheres e homens: a Frigidez. 

Trata-se de tema contundente, forte, abrangente e de grande importância.
Conheça a etiologia, causas, efeitos e tratamento. Você não pode perder. Está espetacular! 

Opine, compartilhe, convide sua família, amigos e continue divulgando saúde e bem estar.

                                                                          FRIGIDEZ 

Vulgarmente conhecida como a impotência feminina, a frigidez atinge um grande número de mulheres e é sobre isso que nós vamos conversar hoje. Eu sou Kátia Aragão e vou tocar você. 

Inúmeras mulheres sofrem de frigidez e não sabe identificar e muito menos que existe tratamento. 
 
Frigidez Conceito: Frigidez é a ausência de geral de resposta sexual da mulher. Como se manifesta,neste caso, a mulher não apresenta sensação erótica, ou seja, ela não demonstra sinais de excitação fisiológica e permanece relativamente seca ainda que bem estimulada e neste caso, o coito passa a ser desprazeiroso, isto porque a mulher pode desenvolver uma dispareunia que é a dor a relação sexual, atenção, é importante destacar que a mulher totalmente carente de respostas sexual é rara elas correspondem apenas a 15% de todas às mulheres a maioria das frígidas no entanto podem por vezes apresentar alguma resposta a estimulação sexual. 

Prognóstico: A mulher que nunca foi reativa em nenhuma situação tem todas as disfunções sexuais o pior prognóstico no entanto aquela mulher que já foi reativa em algum tempo e deixou de ser deixou de responder a excitação e lubrificação tem melhor prognóstico com a terapia sexual.
Graus de frigidez situacional. 

Ocorre apenas com um determinado parceiro.
Em segundo lugar vem a frigidez moderada que é aquela que passou a ocorrer após algum trauma ou mesmo sendo decorrente da Anorgasmia e por fim, a frigidez geral que é a ausência total de resposta sexual da mulher.
 
Etiologia da frigidez: A causa é de cunho emocional decorrente de conflito inconsciente entre psíquico associado a uma criação sexualmente repressora. 
Tratamento: independentemente do grau a frigidez é primeiramente tratada com a psicanálise ou psicoterapia convencional com fim de solucionar os conflitos inconscientes, num segundo momento se aplica a terapia sexual propriamente dita em graus mais leves pode ser de acordo com a orientação do profissional aplicar a psicoterapia ou psicanálise convencional associada a terapia sexual ou seja, aos exercícios propostos com o fim de facilitar os obstáculos que aparecem durante o tratamento. 

Conflito básico da frigidez ou conflito inconsciente quanto a permissão do prazer sexual. Geralmente trata-se de conflito edipiano De hostilidade a figura do homem estratégia de tratamento na terapia sexual é preciso levar a paciente a uma situação de relaxamento e de não ansiedade a mulher precisa aprender a ressensibilizar-se para resgatar as sensações que por defesa reprimiu isto porque a mulher neste caso experimenta uma espécie de sensação de anestesia tanto nos órgãos genitais quanto na zonas erógenas.
 
Composição da estratégia em primeiro lugar utiliza-se o foco sensitivo um ou Pleasuring 1. 2 Foco sensitivo 2 ou pleasuring 2. Em terceiro lugar o coito não exigente e por fim o coito até o orgasmo. Foco sensitivo 1 ou pleasuring 1.

Esse termo foi criado por Masteres Johnson e supõe que o casal desista do coito por vários dias ou semanas durante os quais eles apenas acariciam gentilmente os corpos uns dos outros neste caso não há nenhum objetivo de se atingir a excitação. 

No consultório antes do primeiro passo, eu costumo indicar dois outros o primeiro deles é o autoconhecimento dos genitais e das zonas erógenas. Neste caso,a mulher deve colocar um espelho para conhecer as suas zonas erógenas. 

 Ela deve encontrar neste exercício o clitóris, a uretra, os grandes lábios,os pequenos lábios e o introito vaginal e o segundo passo é o exercício dos músculos pubiococcígeos que visam mais tarde desenvolver o movimento peristáltico no canal vaginal este exercício é feito com a mulher fazendo força como se fosse evacuar e depois segurando como se ela abrisse e fechasse a vagina ela faz força com se fosse evacuar e depois segura daí então eu começo com o foco sensitivo 1 ou pleasuring 1 Foco sensitivo 2 ou pleasuring 2 Atingido o sucesso no foco 1, passamos ao foco 2, este foco se refere a estimulação delicada e constante apenas dos genitais veja que já não é mas de todo corpo mas sim apenas dos genitais aqui o objetivo é produzir excitação mas não o orgasmo. 

É importante aqui fazer uma pausa para falar da estimulação dos genitais, por que essa estimulação inclui a relação moral e muitas mulheres especialmente as frígidas se recusam a relação genital em razão de conflitos inconscientes é também uma forma de negar prazer ao homem é também uma forma de agredir a figura masculina e sobretudo de negar a sua própria sexualidade portanto esta relação oral deve ser trabalhada e discutida em algum momento do processo da análise convencional. 

O terceiro passo é o coito não exigente neste caso pede-se ao casal que se acaricie e utilizando-se do foco sensitivo um e dois até que o homem atinja uma boa ereção e a mulher atinja algum grau de lubrificação pode-se inclusive utilizar o auxílio da vaselina após lubrificada a mulher ficar na posição por cima e ela própria insere o pênis em sua vagina e deixa que ele permaneça por alguns minutos para que ela obtenha a sensação de falo ereto lá vagina nesse ponto a mulher exercita os músculos pubiococcígeos
 que ela já aprendeu naqueles primeiros passos de abrir e fechar a vagina para tomar consciência das sensações vaginais em seguida ela se move lentamente para cima e para baixo, repete de acordo com a orientação do profissional observação, neste momento é fundamental que a mulher se despreocupe com o prazer do homem quarto e último passo, orgasmo. 

Quando os exercícios do coito não exigente já produzirem uma resposta erótica na mulher o casal é instruído a prosseguir com o coito destinado a produzir o orgasmo, aqui portanto o orgasmo é esperado. Observação é importante destacar que o sexólogo pode prescrever mais técnicas para facilitar o orgasmo no entanto essas são as técnicas que foram compostas e criadas por Masteres e Johnsons.

 É importante ser dizer que a psicoterapia ou a psicanálise convencional deve acompanhar todo o tempo do processo da terapia sexual e inclusive prosseguir além dele ou seja mesmo após a mulher ter atingido o orgasmo. Finalmente é preciso que homem e mulher estejam tranquilos na cama e sobretudo que experimentem prazer pois a sensação de não ter prazer, na mulher faz com que ela se afaste cada vez mais dá vontade de ir a cama e no homem a sensação de não causar prazer na mulher pode levá-lo a uma outra disfunção sexual chamada ejaculação prematura ou precoce.

Este é exatamente o tema do próximo post.

Eu sou Kátia Aragão e espero ter tocado você!

Se você gostou deste texto, clique em gostei aqui embaixo, se inscreva no meu canal do Youtube e curta a minha página no Facebook, aproveito para desejar a todos um feliz natal e um próspero o ano novo até logo!

Inscreva-se na minha lista para receber conteúdos como esse!
Insira seu e-mail abaixo que mandamos semanalmente novidades.
Feito com